Quais são as linguagens de programação?

Aprenda a programar sem complicação

Já falamos por aqui sobre “O que é uma linguagem de programação” e, hoje, vamos apontar quais são as linguagens mais utilizadas. E se você está pensando em investir no seu futuro com treinamentos para tornar-se um programador, vamos apresentar as linguagens que estão disponíveis em cursos gratuitos ou com preços acessíveis.

Tornar-se um programador ou desenvolvedor e caminhar nesta profissão requer aprimoramento constante. Há sempre uma linguagem nova para aprender, novas funcionalidades e novas ferramentas. Para começar, vamos entender um pouco sobre esses idiomas tecnológicos. Para isso, escolhemos sete entre as linguagens mais populares na Internet:

Linguagem Python

Linguagem amigável, simples de aprender, mesmo para quem não teve qualquer contato anterior com programação. Inclusive, indicamos esta como a primeira linguagem a ser aprendida por iniciantes em programação. Um idioma poderoso utilizado pelo Google, YouTube, Netflix, Pinterest, Instagram, Spotify e até mesmo a NASA.

Lançada em 1991, Python é uma linguagem de programação de alto nível, interpretada por script, imperativa e orientada a objetos. Projetada com a filosofia de enfatizar a importância do esforço do programador sobre o esforço computacional, prioriza a legibilidade do código sobre a velocidade ou expressividade. Combina uma sintaxe concisa e clara com os recursos de sua biblioteca padrão e por módulos e frameworks desenvolvidos por terceiros.

É muito usada para processamento de textos, dados científicos e criação de CGIs (Common Gateway Interface) para páginas dinâmicas para a Web. O nome Python teve a sua origem no grupo humorístico britânico Monty Python, criador do programa Monty Python’s Flying Circus.

Linguagem 

A linguagem C, criada em 1972 nos EUA, pode ser considerada tradicional. É uma linguagem estruturada, ou seja, não é orientada a objeto.

C é uma das linguagens de programação mais populares que existem e tem influenciado muitas outras linguagens de programação, inclusive a  C++, que originalmente foi criada como uma extensão para C.

Linguagem Java 

Esse idioma, criado na década de 90, tem um nível de segurança relevante por utilizar Java Virtual Machine (JVM). Para termos uma ideia da sua importância, saiba que todos os aplicativos dedicados ao Android são feitos em Java. Assim como o programa do IR e o tão conhecido jogo Minecraft.

Diferente das linguagens de programação modernas, compiladas para código nativo, a linguagem Java é compilada para um bytecode, que é interpretado pela JVM. A linguagem de programação Java é a linguagem convencional da Plataforma Java, mas não é a sua única linguagem. J2ME para programas e jogos de computador, celular, calculadoras, ou até mesmo o rádio do carro.

Linguagem C++ 

Criado em 1979, este é um idioma de programação que, assim como a C, permite um acesso mais físico à linguagem. Nada mais é do que a linguagem C tradicional com um “plus”, que é a “orientação ao objeto”. Várias versões de sistemas operacionais e switch de utilização como o Linux, Windows, Microsoft Office, Open Office e outros são feitos com C++.

C++ é uma linguagem de programação compilada multi-paradigma, uma vez que o seu suporte inclui linguagem imperativa, orientada a objetos e genérica, e de uso geral. Inicialmente, foi desenvolvida, como um adicional à linguagem C. Novas características foram agregadas com o tempo, como funções virtuais, sobrecarga de operadores, herança múltipla, gabaritos e tratamento de exceções. 

Linguagem C# (C Sharp)

Mais uma irmã da linguagem C. O idioma foi criado pela Microsoft em 2001 e, assim como o Java, busca surfar no paradigma de utilizar máquinas virtuais para funcionar em múltiplas plataformas. A C# continua crescendo e já é utilizada no Windows, no Office mais novo e até mesmo nos sistemas embarcados dos carros da Mercedes-Benz. 

C# é uma linguagem de programação multiparadigma, de tipagem forte. A sua sintaxe orientada a objetos foi baseada no C++ mas inclui muitas influências de outras linguagens de programação, como Object Pascal e, principalmente, Java. 

Linguagem JavaScript

Surgiu em 1995 dentro da empresa NetScape. No início era um linguagem de programação voltada somente para Web, focada em interatividade client side, mas foi evoluindo e, hoje, com grandes bibliotecas (como Node.js), o idioma já ganha parte de service e vem se tornado cada vez mais uma linguagem popular. 

É uma linguagem de programação interpretada estruturada, de script em alto nível com tipagem dinâmica fraca e multiparadigma (protótipos, orientado a objeto, imperativo e funcional). JavaScript permite páginas interativas e, portanto, é uma parte essencial dos aplicativos da Web. 

Foi originalmente implementada como parte dos navegadores Web para que scripts pudessem ser executados do lado do cliente e interagissem com o usuário sem a necessidade deste script passar pelo servidor, controlando o navegador, realizando comunicação assíncrona e alterando o conteúdo do documento exibido.

Contudo, os mecanismos JavaScript agora estão incorporados em muitos outros tipos de software host, incluindo em servidores e bancos de dados da Web e em programas que não são da Web, como processadores de texto e PDF, e em tempo de execução ambientes que disponibilizam JavaScript para escrever aplicativos móveis e de desktop, incluindo widgets de área de trabalho.

JavaScript e Java são semelhantes, incluindo o nome da linguagem, a sintaxe e as respectivas bibliotecas padrão. Mas as características iguais param por aí. As duas linguagens são distintas e diferem muito no design.

Linguagem PHP

A linguagem mais estável e estabelecida para construção de sites foi criada em 1995, no Canadá. Super utilizada na Web, pode-se dizer que é adotada em larga escala no Facebook, Wikipedia, WordPress – desde o início desta ferramenta de criação de sites.

Foi criada em 1991 com o foco em fazer coisas de maneira simples. O nome PHP nada mais é do que um acrônimo recursivo para “PHP: Hypertext Preprocessor”, originalmente Personal Home Page. O PHP figura entre as primeiras linguagens passíveis de inserção em documentos HTML, dispensando em muitos casos o uso de arquivos externos para eventuais processamentos de dados. 

É possível instalar o PHP na maioria dos sistemas operacionais, gratuitamente. O PHP é software livre, licenciado sob a PHP License, uma licença incompatível com a GNU General Public License (GPL) devido a restrições no uso do termo PHP.

Conteúdo Bônus: assista a entrevista com o criador do PHP, Ramus Lerdorf, feita pelo professor Guanabara em parceria com a Hostnet Hospedagem de Sites

Cursos de Programação com Certificado

Agora que já mostramos algumas das mais populares linguagens de programação, faça a sua inscrição no Curso em Vídeo (cursos gratuitos) ou no Estudonauta (assinatura com preço popular). Comece, assim, a sua jornada em busca de uma profissão sólida e com bastante vagas no mercado, torne-se um programador. O aluno que não tiver interesse em obter certificado, pode estudar através do canal Curso em Vídeo, no Youtube.

1 – Curso de Python   (grátis no Curso em Vídeo)

2 – Curso linguagem C (para assinantes do Estudonauta)

3 – Curso de Java (grátis no Curso em Vídeo)

4 – Curso de C # (para assinantes do Estudonauta)

5 – Curso deJava Script (grátis no Curso em Vídeo) 

6 – Curso dePHP  (grátis no Curso em Vídeo)

Antes de estudar qualquer linguagem, recomendamos que faça o curso grátis de Algoritmo, a base para todos os idiomas.

Fique conosco e acompanhe as novidades!

Links Relacionados – conteúdos que podem ser do seu interesse:

Estudonauta – Cursos de tecnologia com tutoria
Seja um apoiador do projeto Curso em Vídeo
Canal Curso em Vídeo no YouTube

Rolar para cima